CUIDADOS PALIATIVOS EM CUIDADOS INTENSIVOS: OPORTUNIDADES DE MELHORIA