Religiosidade, Espiritualidade e Bem-Estar em Idosos
pdf
XML

Palavras-chave

psicogerontologia
envelhecimento
qualidade de vida
religião
bem-estar subjetivo
bem-estar psicológico

Como Citar

Luísa Grácio, Joana Canhoto, Heldemerina Pires, & Maria João Carapeto. (2023). Religiosidade, Espiritualidade e Bem-Estar em Idosos. RIAGE - Revista Ibero-Americana De Gerontologia, 4. https://doi.org/10.61415/riage.114

Resumo

A espiritualidade e a religiosidade têm vindo a ser consideradas importantes fatores protetores da saúde física e mental e de um envelhecimento saudável. O objetivo do presente estudo foi compreender o seu papel no bem-estar de idosos/as viúvos/as que continuam a viver na sua residência, segundo o seu próprio ponto de vista. Participaram no estudo 20 pessoas idosas viúvas de ambos os sexos, com idade superior a 70 anos e baixo nível de escolaridade. Os dados foram recolhidos através de entrevistas semiestruturadas e analisados qualitativa e quantitativamente. A maioria dos participantes considera-se religioso/espiritual atribuindo-o à presença de fé, e perceciona a sua religiosidade/espiritualidade como não tendo sofrido alterações com o envelhecimento. Em geral, consideram que a religiosidade/espiritualidade aumenta a satisfação com a vida e funciona como estratégia de confronto perante as adversidades. As práticas religiosas mencionadas reportam-se a formas institucionalizadas e a experiências intrapessoais de aproximação ao transcendente. Mais estudos são necessários para uma melhor compreensão do papel da religiosidade/espiritualidade no bem-estar dos idosos.

https://doi.org/10.61415/riage.114
pdf
XML