Rastreio da Síndrome de Burnout em profissionais que atuam em estruturas residenciais para pessoas idosas
pdf
XML

Palavras-chave

pessoas idosas
burnout
estruturas residenciais para pessoas idosas

Como Citar

Rita de Cássia Azevedo Constantino, Ana Elza Oliveira de Mendonça, Zamir Vidal de Negreiros Filho, Allyne Costa Siqueira, Angelo Maximo Soares de Araujo Filho, Mayara Priscilla Dantas Araújo, … Vilani Medeiros de Araújo Nunes. (2023). Rastreio da Síndrome de Burnout em profissionais que atuam em estruturas residenciais para pessoas idosas. RIAGE - Revista Ibero-Americana De Gerontologia, 4. https://doi.org/10.61415/riage.113

Resumo

A Síndrome de Burnout (SB) ou esgotamento profissional é um fenômeno que afeta profissionais de diversos segmentos, sendo mais vulneráveis os que atuam diretamente no cuidado. A propensão dos profissionais de saúde à SB ocorre principalmente nos que trabalham em ambientes complexos como os hospitais e Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPIs), devido à intensidade das atividades assistenciais. O estresse emocional apresentado pode ser evidenciado diante da exaustão física e emocional e pela diminuição da realização profissional. este estudo deteve como objetivo rastrear entre os profissionais que atuam na assistência à saúde nas ERPIs a possibilidade do desenvolvimento da Síndrome de Burnout. Trata-se de um estudo descritivo, realizado durante oficina de formação para profissionais de saúde integrantes das ERPIs dos municípios de Natal e região metropolitana do RN, em outubro de 2022. Participaram profissionais de diferentes categorias. O instrumento utilizado no rastreio foi a Escala de Identificação Preliminar de Burnout, adaptado de Maslach Burnout Inventory. Identificou-se que a síndrome de esgotamento profissional atinge em maior domínio os prestadores de cuidados assistenciais, na maioria mulheres a partir dos 30 anos, havendo 63,2% dos participantes em estágio inicial do Burnout e 23,9% com possibilidade de desenvolvê-la. Dentre as causas, pode-se citar o ambiente, déficit no autocuidado, longas jornadas de trabalho e desvalorização profissional. Foi identificada a necessidade de realização de rastreios nessas instituições na perspectiva de possibilitar melhorias no âmbito profissional e mental desses profissionais.

https://doi.org/10.61415/riage.113
pdf
XML